Na TV: Quando a season finale apaga uma temporada fraca

Morning, everyone!

Como estão nessa manhã maravilhosa? Eu vou muito bem, obrigada!

Senti uma necessidade alarmante de dividir com vocês minhas impressões sobre a season finale da série de TV “Arrow”, que, por motivos além de pessoais, também de força de vontade, eu havia abandonado faltando apenas 6 míseros episódios para o fim da temporada.

arrow-show-600

Baseada nos quadrinhos da DC Comics que narram as aventuras do herói Arqueiro Verde, a série estreou em outubro de 2012 pela CW americana, e gira em torno do  playboy bilionário de Starling City, Oliver Queen, que passa cinco anos preso em uma ilha após um naufrágio que põe fim a vida de todos a bordo, incluindo seu pai, Robert Queen e Sara Lance, irmã mais nova da sua namorada Laurel. Após seu retorno à Starling City, ele se reencontra com a mãe, Moira e seu novo marido, Walter, o antigo CFO da companhia do seu pai e que agora é o novo CEO. Ele também é bem recebido pela irmã mais nova, Thea, e seu melhor amigo, Tommy Merlyn, filho do bilionário Malcolm Merlyn. Oliver também tenta reencontrar-se com a ex-namorada Laurel, mas ela o culpa pela morte da irmã, Sara, já que ambos estavam tendo um caso no momento do acidente.

Arrow_2012_TV_series_HD_Wallpapers_03_medium

Durante o dia, Oliver finge ser um playboy bilionário; à noite, ele se torna um vigilante com capuz verde, seguindo os desejos do seu pai antes de morrer, corrigir os erros da família Queen, lutar contra os males da sociedade e restaurar a Starling City à sua antiga glória.

No elenco temos Stephen Amell, Katie Cassidy (quem não lembra da Ruby de “Supernatural” ou da Juliet  de “Gossip Girl”?), Colin Donnell, Colton Haynes (que deixou o elenco de “Teen Wolf” para ser personagem regular a partir da segunda temporada de “Arrow”), David Ramsey, Willa Holland, Emily Bett Rickards (vou shippar Felicity e Oliver pra sempre, não importa o quê!), Susanna Thompson, Manu Bennett e Paul Blackthorne. No Brasil a série é exibida pela Warner.

Arrow-TV-Show-Wallpaper

Eu comecei a assistir “Arrow” por que sou uma tremenda fã de super-heróis, quer dizer, você não acompanha os 10 anos de “Smallville”, mesmo depois de a série ter começado a encher tanta linguiça que mais parecia churrasco de rua, se não for fã! Então eu comecei muito empolgada, mas senti, no decorrer da temporada, que a série não tinha o mesmo ritmo que, por exemplo, a própria “Smallville” tinha no começo. Os episódios eram lentos e nada instigantes, pelo menos pra mim. Cheguei ao cumulo de dormir enquanto assistia um (não me lembro qual) e isso nunca tinha acontecido antes.

Mesmo assim, por uma questão de respeito, e também por sempre tentar terminar o que começo, avancei na série. Ela tinha altos e baixos, uns dois episódios bons, como quando a Caçadora apareceu, seguido de mais um monte de capítulos água com açúcar.

O ponto alto da série foi, de longe, os flashbacks que mostravam Oliver na ilha em que ficou preso por 5 anos. Utilizando a fórmula de sucesso já usada antes em “Lost”, os flashbacks proporcionavam ao espectador uma outra trama dentro da mesma série, essa sim, com um objetivo mais definido.

arrow-keyart-closeup

Em abril meu netbook finalmente entrou em coma e encontra-se na mesa de cirurgia até hoje. Depois disso precisei priorizar algumas séries, pois estava assistindo-as no notebook do meu irmão, e não da pra abusar. “Arrow” foi uma das séries que ficaram pra escanteio, e desde então não tinha me mexido para termina-la.

Isso mudou essa semana, quando fui conferir as datas de estreias das novas temporadas e vi algo sobre a série, principalmente a ansiedade das pessoas pelo inicio do segundo ano do show. Curiosa, fui ler mais a respeito, e imaginem minha surpresa ao descobrir que exatamente quando parei de assistir a série, ela deslanchou! Baixei os 6 episódios faltantes imediatamente e criei um cronograma de leitura e episódios no metro. A leitura foi pelos ares depois de ver o episódio 19 e eu não parei mais.

Arrow_2012_TV_series_HD_Wallpapers_11_medium

Os últimos capítulos da primeira temporada adquiriram um objetivo que o resto da série não havia tido até ali. E a season finale em especial, foi apenas o melhor final de série do ano. Teve de tudo, e podemos classificar como épico com facilidade. Cenas de ação de tirar o fôlego, a corrida contra o tempo, a vida de tantos personagens em risco e o clássico “será que eles vão conseguir?” não saía da minha cabeça. Foi um episódio que me deixou apreensiva, emocionada, apaixonada, e que também de fez rir, acreditem.

Saí do metro com o celular nas mãos e simplesmente não podia dar pause faltando 6 minutos para o fim do episódio. Desci a Av. Faria Lima aos prantos, cheia de “ahnnns” e “ohs” e quando acabei me juntei ao grupo dos que mal podem esperar para assistir a segunda temporada, que tem estreia marcada para 09 de outubro deste ano, e já teve o nome do primeiro episódio revelado: “City of Heroes”.

 tumblr_mlzo1thtJm1rh74nco1_500

A nós só resta torcer para que a segunda temporada mantenha o foco e o ritmo dos últimos episódios e valha muito a pena 😀

E você? Ansioso para a season première de “Arrow”?

Xoxo.

P.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s